AtualidadesEmpreendedor

Governo pagará a terceira parcela do auxílio emergencial

Postado em: 01 de Julho às 19:41 Por Gabriel Sestrem

Depósitos começaram no dia 27 de junho. Primeira e segunda parcelas também começam a ser pagas na mesma data

Na quinta-feira (25), o governo federal divulgou, em edição extra do Diário Oficial da união, o calendário de pagamentos referente à terceira parcela do auxílio emergencial – benefício financeiro temporário destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados durante o período de enfrentamento à pandemia.

O valor de R$600 referente à terceira parcela começou a ser pago no dia 27 de junho para nascidos nos meses de janeiro e fevereiro. Para nascidos a partir de março há datas específicas para pagamento (veja tabela abaixo). Vale lembrar que essas datas valem para o depósito do benefício na poupança social digital, que pode ser utilizado para pagamento de contas, boletos e compras por meio do aplicativo Caixa Tem. Os beneficiários poderão sacar ou fazer transferência da terceira parcela do benefício somente a partir do dia 18 de julho, de forma escalonada. Veja abaixo as datas para os depósitos:

Mês de nascimentoDepósito na poupança social digitalLiberação para saques e transferências
Janeiro27/0618/07
Fevereiro27/0625/07
Março30/0601/08
Abril30/0608/08
Maio01/0715/08
Junho01/0729/08
Julho02/0701/09
Agosto02/0708/09
Setembro03/0710/09
Outubro03/0712/09
Novembro04/0715/09
Dezembro04/0719/09

Além da terceira parcela, a partir do dia 27 o governo também pagará a segunda parcela para quem se cadastrou no segundo lote e recebeu a primeira entre os dias 16 e 29 de maio, e a primeira parcela para os beneficiários que ainda não receberam o benefício. A disponibilização desses recursos obedece a mesma ordem da tabela acima, isto é, quem está apto a receber a primeira ou a segunda parcela e é nascido em agosto, por exemplo, receberá o depósito em sua poupança digital no dia 02/07 e poderá sacar ou transferir o recurso no dia 08/09.

Auxílio será prorrogado

No dia 25 de junho o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o auxílio emergencial será prorrogado, a princípio em três parcelas, nos valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300. O valor total de R$1.200 dificilmente mudará, no entanto há um impasse quanto ao número de parcelas em que a quantia será paga, já que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defende que a prorrogação do benefício seja depositada em duas parcelas de R$600.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, até agora mais de 64 milhões de pessoas foram beneficiadas pelo auxílio emergencial. O prazo para solicitar o benefício termina no dia 2 de julho. Para fazer sua solicitação, clique aqui.

Post mais vistos

Vitrine do Fornecedor

Unilever
Kibon
DelValle
Coca-cola