Dicas

Como criar ofertas de Páscoa para o mês inteiro e lucrar mais

Postado em: 30 de Março de 2021 às 17:28 Por Paulo Henrique Ribas

A Páscoa é tida pela indústria do chocolate como o mais importante período comercial do ano. Claro que, para quem trabalha com a venda de produtos à base desse ingrediente, como confeiteiros, doceiros e demais profissionais do ramo, a data também propicia melhores oportunidades de venda.

Mas e se você pudesse aproveitar não somente o período pré-feriado como também os dias que virão após a data? Criar oportunidades de venda, com temáticas e ofertas de Páscoa, pode ajudá-lo(a) a trazer uma renda adicional ao seu negócio, por isso, acompanhe a leitura para saber mais.

A Páscoa é um período religioso, entretanto, o chocolate já é tradição no feriado desde o século XIX. Aliás, a troca de ovos é uma tradição ainda mais antiga que a própria Páscoa. 

Na Europa, por volta de 21 de março, era comum que as pessoas trocassem ovos de galinha decorados para celebrar o fim do inverno e o início da primavera. 

Quando a Páscoa cristã começou a ser celebrada, esse hábito passou a fazer parte da Semana Santa, isso porque os religiosos passaram a ver no ovo um símbolo da ressurreição de Cristo. 

Nos tempos atuais, o mercado tem sido cada vez mais receptivo a produtos diferenciados, que saiam do típico ovo de chocolate – e até mesmo da categoria de doces, de modo que temos visto cada vez mais oportunidades para aqueles que trabalham com a venda de salgados.

Agora, se o feriado rende bons frutos para o seu negócio, porque não criar ofertas de Páscoa para o mês inteiro? Pensando nesse assunto, decidimos trazer algumas sugestões para que você possa aproveitar ainda mais as oportunidades dessa época.

Promova ofertas exclusivas para dias específicos

Quem não gosta de uma boa oferta, não é mesmo? E, quando tratamos de produtos e alimentos da Páscoa, as promoções são ainda mais atrativas aos olhos do consumidor.

Sabe aquelas promoções que vemos nos supermercados, como “terça da carne”? Você pode pensar em promoções exclusivas para engajar suas vendas em dias aleatórios da semana. Por exemplo: imagine que, nesta Páscoa, você preparou para o seu negócio 5 opções de produtos. Que tal divulgar um por dia a um valor promocional e variá-los de segunda a sexta-feira? Você pode aplicar essa proposta à realidade do seu negócio, visando à venda dos produtos do seu interesse.

Desse modo, você consegue organizar melhor sua produção, uma vez que saberá em média quais são as demandas de cada um de seus produtos e em qual dia da semana.

Combos, combos e mais combos

Combos são uma excelente maneira de fazer com que seu público realize uma compra específica. Após o feriado de Páscoa, observe quais foram os produtos que menos tiveram vendas e quais você deseja zerar do estoque.

Depois disso, você poderá incluir esses produtos em algum tipo de combo que faça sentido para o seu negócio – e aqui vai mais uma dica: inclua no kit algum de seus produtos mais vendidos na Páscoa, pois isso fará com que seus clientes sintam-se ainda mais tentados a comprá-lo.

É importante ressaltar que uma das principais vantagens do combo para o consumidor é a de ter mais produtos por um preço menor (se eles fossem comprados separadamente), por isso, é importante levar esse pré-requisito na hora de escolher quais serão os quitutes dos kits.

Compre 3 e pague 2

Essa já é clássica para quem trabalha com a venda de alimentos. Nela, o consumidor leva como “brinde” a terceira unidade do mesmo produto. Essa é, inclusive, um tipo de promoção viável para quem ficou com muitos ingredientes em estoque e precisa esvaziar as prateleiras. 

Caso queira tornar esse tipo de oferta mais ampla, você pode deixar a terceira opção em aberto, dando ao consumidor, por exemplo, três opções de brinde para a escolha das compras que se enquadram nessa categoria.

Regra dos 100: valor X porcentagem

Você já ouviu falar na regra dos 100? Bem, vamos exemplificar. Para isso, responda rapidamente: você prefere ter 30% de desconto em um produto de R$ 30,00 ou ter R$ 9,00 de desconto no mesmo produto?

É bem provável que você tenha escolhido os 30% de desconto, mesmo que os valores sejam iguais. Segundo o livro Contagious: Why Things Catch On, do autor Jonah Berger, como o número “30” é muito maior que “9”, nosso subconsciente imagina que, assim como o número, o desconto também será maior.

Em resumo, a regra dos 100 diz que, quando o preço do seu produto for maior que 100, sua promoção deverá destacar o valor do desconto em real e, se for melhor que isso, você pode focar sua estratégia dando destaque às porcentagens de desconto. Por exemplo: se o produto custa R$ 100,00, ofereça R$ 25,00 de desconto – e não 25%.

Isso porque, psicologicamente falando, o consumidor é mais atraído por esse tipo de exibição.

Lembre-se também de fazer o bom uso das redes sociais, que, em um momento como esse, são fundamentais para a divulgação das ofertas de Páscoa. Caso queira algumas dicas, o episódio número #06 do nosso podcast, Negócio em Dia, é totalmente dedicado a esse tema, com a participação de um especialista do setor. Para ouvir, clique aqui.

Confira os outros materiais desta série de Páscoa:

1 - Dicas e opções diferenciadas para lucrar na Páscoa

2 - Vendas de Páscoa: como organizar um delivery eficiente
 

Vitrine do Fornecedor

Coca-cola
DelValle
Kibon
Unilever