Negócios

Tudo sobre cozinha funcional para você empreender

Postado em: 08 de Outubro às 18:46 Por Rodrigo Coradi

Vamos falar sobre o conceito de alimentação saudável e como você pode lucrar ainda mais no seu negócio ao investir nesse segmento

Também chamada de gastronomia funcional, a cozinha funcional é um segmento gastronômico em que empreendedores optam pela venda e comercialização de comida saudável, ou seja, alimentos voltados à nutrição básica e saúde corporal por meio de ingredientes frescos, com baixa caloria, sem açúcar, entre outros.

São usadas técnicas de cozimento e preparo para preservar os nutrientes dos alimentos e criar produtos com função auxiliadora (daí o termo “funcional”) para ajudar nos resultados de dietas, treinos específicos ou para os que buscam uma melhora na qualidade de vida por meio da alimentação regular.

Há também uma parte da cozinha funcional que se dedica a outras necessidades individuais de clientes, com opções para quem tem problemas de alergia ou outras reações em relação a um ingrediente específico, como glúten, lactose, proteína animal, entre outras restrições.

Mas atenção! Nem todos os alimentos sem glúten ou sem lactose são funcionais e é bom consultar o que as autoridades definem sobre o assunto. Segundo a Anvisa, cozinha funcional é: “aquela relativa ao papel metabólico ou fisiológico que o nutriente ou não nutriente tem no crescimento, desenvolvimento, manutenção e outras funções normais do organismo humano, de acordo com a Resolução nº 18/1999”. Portanto, vale a pena se informar.

E o que tudo isso significa no seu caso? Oportunidade de negócio!

Academia Assaí - Cozinha funcional uma oportunidade para o seu negócio

Essa demanda abre portas para um modelo de negócios promissor e que cresce cada vez mais no Brasil, já que a procura por qualidade de vida e saúde é constante; diríamos até que é uma preocupação global atualmente. 

Assim, com uma exigência maior por parte dos clientes e um aumento pela procura nesse nicho de mercado, a cozinha funcional tem até uma imagem “gourmetizada” e pode atrair tanto consumidores mais simples como também os com maior poder de compra.

Por isso, você precisará preparar o seu negócio para possíveis questionamentos e exigências, além de se aprofundar no assunto e também procurar a orientação de um nutricionista, a fim de dar credibilidade ao seu negócio.

Outros conceitos também costumam vir junto com o mercado de alimentos funcionais, como a sustentabilidade, a reciclagem e a preocupação com o meio ambiente. Esses temas são constantemente debatidos e valorizados pelo público consumidor da cozinha funcional e podem ser um adicional para que você se destaque ainda mais no seu modelo empreendedor.

Um cardápio dedicado e 100% funcional também faz toda a diferença. É a primeira coisa que você precisa elaborar. Depois que você tiver um carro-chefe ou uma boa saída de produtos para iniciar, aí sim você poderá pensar em receitas mais elaboradas ou em um mix maior para as suas vendas.

Entre os produtos funcionais mais conhecidos, estão pães, bolos, brownies, biscoitos, bebidas, chocolates, salgados e muitos outros. Tudo vai depender da composição nutricional e calórica, além dos ingredientes-base, para que sejam classificados como funcionais – ou não.

Vale, sim, uma boa pesquisa sobre o assunto e sobre o mercado para que você possa avistar oportunidades de empreender nessa área e se destacar aí onde você mora, em uma região que precise desses produtos (ou identificar onde estão os seus consumidores em potencial), para que o negócio se solidifique.

Esperamos ter ajudado a esclarecer mais sobre o assunto e inspirado você a colocar em prática todas as suas ideias de negócio. Comece com o pé direito e se apoie no portal da Academia Assaí Bons Negócios para ter as melhores dicas sobre empreendedorismo quando e onde você estiver!
 

Vitrine do Fornecedor

Unilever
Kibon
DelValle
Coca-cola