AtualidadesEmpreendedor

Cuidados na higienização dos alimentos para evitar a contaminação

Postado em: 04 de Maio às 16:35 Por Redação

Protocolos de higienização dos alimentos evitam a presença microrganismos que podem causar doenças.

Para quem trabalha no setor alimentício, os cuidados com a higienização e manipulação dos alimentos já fazem parte da rotina de trabalho. No entanto, no atual cenário, a atenção precisa ser redobrada.

É importante explicar que, diferente das bactérias, o vírus não é capaz de se multiplicar no alimento. “Os vírus só crescem quando estão dentro da célula do organismo humano ou de animais. A contaminação se dá pela ingestão de água ou alimento contaminado, pelo ar, ou junto a pessoas doentes, através de contato direto, ou da manipulação dos alimentos”, explica Suelen Avila, pesquisadora pós-doutoramento em Alimentação e Nutrição da UFPR.

Cuidados antes de manipular os alimentos

Não podemos ver a contaminação biológica a olho nu. Sendo assim, a higiene daqueles que manipulam alimentos é de extrema importância. Tomar banho, trocar de roupas diariamente, manter unhas curtas e limpas são hábitos que devem ser praticados por todos.

Além disso, lavar as mãos sempre com sabão previne que microrganismos sejam transferidos para os alimentos. “Ao lavar as mãos esfregar bem todas as regiões, se possível secar bem após a lavagem usando papel ou outro sistema de secagem eficiente”, ressalta a pesquisadora.

Durante o preparo, deve-se evitar comer, tossir, espirrar, cantar, assoviar, falar demais ou mexer em dinheiro. Também é importante manter o celular longe na hora que estiver cozinhando, mas, caso precise utilizá-lo, faça uma boa higienização das mãos antes de voltar a manipular os alimentos.

Atenção redobrada na cozinha

Além dos cuidados básicos com a própria higiene, a pesquisadora reforça a atenção com o ambiente e os utensílios utilizados na cozinha. Se utilizar panos na cozinha, importante após o uso lavá-los e fervê-los. Usar sempre panos secos e limpos, trocando-os quando necessário. Ainda, não deve-se secar as mãos nas roupas ou uniforme de trabalho.

Essencial limpar e sanitizar todos os equipamentos, utensílios e ambiente que entram em contato com o alimento. “A limpeza pode ser feita com detergente e sabão que não sejam tóxicos ou que transmitam sabor ou odor aos alimentos. E a sanitização pode ser feita com álcool 70% e/ou água sanitária”, recomenda Suelen.

Para os utensílios e equipamentos de aço inox ou plásticos utiliza-se 10mL de água sanitária, o que equivale a uma colher (sopa) rasa, para cada litro de água. Não esqueça de ler o rótulo da embalagem da água sanitária para verificar se é adequado para este fim, com recomendações para uso em alimentos. Os materiais devem ficar imersos no mínimo 15 minutos, depois precisam ser enxaguados. Já as tábuas de corte e colheres de pau, o ideal é lavar com água fervente.

Caso não seja possível fazer a imersão, deve-se borrifar ou banhar os materiais, depois aguardar 15 minutos e enxaguá-los. Para a limpeza geral da cozinha ou da área de produção de alimentos, lavar com água e sabão e posteriormente enxaguar com a solução de água clorada.

Higienização dos alimentos

Compreendidos os critérios de higiene pessoal e do ambiente, a próxima etapa são os cuidados na hora de lavar os alimentos.

Os legumes e frutas devem ser lavados inteiros em água corrente e, também, pode utilizar o detergente. Aqueles que apresentam cascas mais rugosas e resistentes podem ser esfregados com ajuda de uma escovinha usada apenas para isso.

As folhas devem ser lavadas uma a uma, dos dois lados, em água corrente. Deverão ser colocadas em uma solução clorada por 15 min. Após essa etapa, deve-se enxaguar bem, em água corrente.

Se frutas e verduras estiverem embaladas, deve ser feita a desinfecção das embalagens antes de abri-las, com água e sabão ou álcool em gel. “Deve-se higienizar todas as embalagens e superfícies antes de guardá-los na geladeira ou na despensa, depois é necessário lavar muito bem as mãos ao terminar. Bom lembrar que o vinagre não mata os microrganismos”, explica Suelen.

Os microrganismos são destruídos em temperaturas elevadas. Por isso, a pesquisadora reforça que o ato de cozinhar - cozimento em água, fritura, assamento – levar os alimentos a temperaturas superiores a 85°C pode eliminar o vírus. 

Para a saúde de todos, os critérios de higiene no preparo também precisam ser considerados na hora de servir. Os alimentos não devem ser levados diretamente à boca com as mãos, porque elas podem estar contaminadas, se não forem bem lavadas. O ideal é comer sempre utilizando talheres limpos.

Post mais vistos

Vitrine do Fornecedor

Unilever
DelValle
Coca-cola