Dicas

Especial Dia do Churrasco: empreenda com uma paixão nacional

Postado em: 24 de Abril de 2021 às 07:00 Por Paulo Henrique Ribas

O Brasil é reconhecido mundialmente pelo clima, pelo povo e, claro, pela gastronomia. Em 24 de abril, é comemorado o Dia do Churrasco, uma das iguarias mais amadas pelos brasileiros.

Churrasco é sinônimo de gente reunida, muita diversão e sabor! Até que tenhamos uma resolução para os problemas da pandemia, precisamos aguardar para nos reunirmos novamente, porém, de norte a sul do Brasil, encontramos pessoas apaixonadas por essa tradição, que comemoram em 24 de abril o Dia do Churrasco.

Os gostos divergem: uns preferem a grelha, outros o espeto, uns no carvão, outros com lenha, enfim, as opiniões são bem divididas. De todo modo, preparar um bom churrasco exige diversos cuidados, principalmente se você deseja empreender no ramo.

Montar um negócio com churrascos, uma das maiores paixões do brasileiro, parece atrativo para você?  

Sem dúvidas, o setor é repleto de oportunidades para quem almeja o negócio próprio. Entretanto, é um ramo que exige capacitação profissional, prática e muita paixão. Quer saber o que você precisa para trabalhar com carnes? Então acompanhe a leitura, anote tudo e não perca estas dicas.

 

Atendimento em evento particular com restrição de pessoas em 2020

Formada em Gastronomia, a chef Larissa Melo afirma que se apaixonou por toda a cultura do BBQ – sigla para “barbecue”, que significa “churrasco”, em inglês – desde a sua primeira experiência em um evento de grande porte com churrasqueiros profissionais.

“Fui convidada pela responsável do evento e, assim que cheguei, já me apaixonei por tudo. Na época, eu trabalhava com confeitaria, porém, olhei para um colega e disse: ‘é com isso que quero trabalhar.’ Desde então, estou no mundo do churrasco”, comenta.

 

A busca pela capacitação

Além de paixão, um setor tão amplo, com um público tão exigente e profissionais tão bons, exige capacitação. Determinada a empreender no preparo de carnes e acompanhamentos, a chef especializou-se em cortes e preparos específicos, como parrilla, varal, fogo de chão e, a convite de um chef e amigo, em 2019, Larissa entrou para o mundo da charcutaria.

De lá para cá, a profissional, que é natural de Campina Grande, na Paraíba, abriu dois negócios no ramo de carnes: a Charcutaria Campinense, voltada ao preparo de linguiças artesanais, alimentos defumados, curados e embutidos, e a Cheff na Casa, com foco no atendimento de eventos e jantares em domicílio, com o preparo de churrascos.

“Desde que decidi trabalhar nesse ramo, aperfeiçoo-me a cada dia, aprendendo novas técnicas, experimentando novos sabores e me permitindo conhecer coisas novas. A vida de assadora não é fácil: dependendo do que você vai servir, terá que acordar às 4h da manhã ou, às vezes, até antes, para dar conta de todos os preparos”, afirma.

Independentemente do ramo, a capacitação é fundamental para quem deseja empreender. No artigo “A Importância da Capacitação Empreendedora para o Crescimento, abordamos melhor as questões por trás desse assunto. Para conferi-lo, basta clicar aqui.

Começar na cozinha de casa... é possível?

Evento Campestre na Brasa.

Trabalhar com a venda de churrascos, como espetinhos, por exemplo, é uma oportunidade viável para quem está começando. Contudo, é provável que suas opções para venda sejam limitadas, afinal de contas, muitos cortes e preparos exigem mais logística, sendo que, muitas vezes, é necessário um espaço ao ar livre.

“Um bom churrasco depende principalmente do assador, entretanto, é importante investir em bons utensílios para prepará-lo da melhor maneira. Muita coisa pode ser feita na cozinha, mas alguns métodos, como a costela de chão, por exemplo, acabam sendo uma opção inviável para o seu negócio. Se a sua casa tiver um terreno com quintal, é uma alternativa mais ampla que a cozinha para começar”, comenta Larissa.

Se você vai começar na cozinha, invista em uma churrasqueira elétrica para evitar que a fumaça do carvão infeste o interior de sua casa. Além disso, é importante manter a churrasqueira próximo de uma janela. 

Para mais dicas sobre empreendedorismo na própria cozinha, confira este artigo.

 

Encantando os apaixonados por churrasco

Com tantas opções, por onde começar e no que investir? Para a chef, quem deseja atuar no ramo de carnes e assados não pode deixar de fora dois métodos de preparo: o grelhado e o assado.

“Existem várias formas de se preparar uma boa carne, porém, os meios mais amados pelos brasileiros são carnes grelhadas e assadas. Por isso, são excelentes opções para quem está começando”, afirma a especialista.

E quais cortes e pedaços não podem faltar?

Para Larissa, a carne bovina ganha em disparada no paladar do brasileiro. Chorizo, picanha, fraldinha, t-bone, cupim, bananinha, bife ancho, tomahawk e o short rib são alguns dos cortes mais pedidos em seu negócio – e as  principais recomendações da profissional.

Claro que a carne de porco e de frango também conquistaram seu espaço. A costelinha suína, por exemplo, é o carro-chefe de diversos restaurantes renomados e uma excelente opção para investir no seu negócio.

 

Como preparar um churrasco econômico

Nos últimos tempos, o preço da carne teve um aumento significativo. Para quem deseja trabalhar com a venda desse tipo de produto, isso pode ser um problema. Nesse sentido, a dica principal da chef Larissa Melo é deixar de lado os cortes de linha premium e investir em outros tipos de carne, como a carne suína, muito apreciada pelo público.

Além disso, acompanhamentos como farofa, maionese, pão de alho e outros acrescentam sabor ao seu churrasco e agradam ao público.

“Todo mundo quer comer bem, não é verdade? Parte fundamental para evitar perdas de alimentos e prejuízos financeiros é calcular a quantidade necessária para aquele dia. A média por pessoa é de aproximadamente 400 g de carne por pessoa. Caso você opte por peças com osso, dobre a quantidade, pois metade do peso da peça é osso.” 

 

Explore as oportunidades do setor

Existem inúmeras oportunidades para quem deseja trabalhar com churrasco. Antes de escolher qual caminho trilhar, lembre-se de viabilizar a ideia, pesquisando o público que deseja atender, a região, a logística por trás da operação e os custos do investimento.

A última dica da chef é para quem deseja atender às demandas do Brasil todo: logicamente, não é possível enviar carnes recém-assadas para outras regiões, devido à periodicidade do produto, porém, um setor que tem ganhado destaque é o de produtos defumados e a vácuo (ideais para quem aprecia um bom churrasco, mas não quer ter todo aquele trabalho para conseguir uma peça suculenta de carne). 

Como especialista do ramo, Larissa afirma que a charcutaria também pode atender a essa demanda. “A charcutaria é a arte de preparar carnes produzindo alimentos defumados, curados e, inclusive, embutidos.”

Larissa seguiu seu instinto, buscou profissionalização e, hoje, gerencia dois empreendimentos de sucesso em um setor majoritariamente masculino. Sua história mostra que, com dedicação, persistência e planejamento, é possível trabalhar com aquilo que se ama.

Que tal comemorar o Dia do Churrasco em grande estilo? Fique de olho por aqui e inspire-se com novas histórias.

 

Vitrine do Fornecedor

Coca-cola
DelValle