Dicas

Cestas para o Dia das Mães: dicas para a montagem e a precificação

Postado em: 27 de Abril de 2021 às 08:00 Por Paulo Henrique Ribas

Você já pensou em vender cestas para o Dia das Mães? Este já é um clássico da data e, se você souber como incrementá-las e torná-las atrativas para o cliente, pode ser uma boa fonte de renda, não apenas para esta data como para outras ocasiões sazonais.

Falta menos de 1 mês para o domingo mais carinhoso do ano! Se você precisa de uma renda extra e quer aproveitar as oportunidades dessa data para vender mais, mas não sabe o que ofertar no seu negócio, hoje iremos ensinar a preparar um dos produtos mais procurados nessa época: a cesta de Dia das Mães.

Ficou interessado? Acompanhe a leitura e saiba tudo o que você precisa para tirar essa ideia do papel.

 

Por que vender cestas no Dia das Mães? 

Cestas são demandas recorrentes ao longo do ano – e isso inclui o Dia das Mães. Claro que, em datas comemorativas como essa, os pedidos aumentam ainda mais.

Pensar nesse formato de negócio pode ser uma alternativa para quem deseja complementar a renda com um serviço que não exige necessariamente um grande investimento ou tempo, podendo ser encaixado facilmente na rotina de alguém que trabalha em período integral, por exemplo.

Já para quem deseja investir nesse tipo de negócio, o setor pode ser altamente lucrativo, com demandas regulares e um público em potencial. Confira abaixo alguns pontos importantes que devem ser avaliados e que podem ajudá-lo(a) nessa jornada.

 

Fornecedores

É comum encontrarmos cestas com produtos artesanais em sua composição. Aliás, é um caminho para quem deseja vender cestas no Dia das Mães.

Produtos artesanais agregam ainda mais valor à venda, dando ao consumidor mais significado, por se tratar de um produto feito manualmente, de maneira exclusiva.

Entretanto, quem trabalha com a montagem de cestas e não produz os próprios produtos é dependente dos valores de mercado.

Por isso, nossa primeira dica é: procure e negocie com bons fornecedores. Além de conseguir os melhores lotes de produtos, você também terá um custo muito menor sobre a quantidade e a forma de pagamento escolhida. 

Além disso, fornecedores são parceiros em longo prazo. Tê-los como aliados nesse ramo é fundamental, uma vez que eles estarão acompanhando o mercado de perto, de forma a oferecer produtos mais em voga e dar mais destaque ao seu negócio.

Para trabalhar com a venda de cestas no Dia das Mães, você precisará:

Fornecedores de cestas de vime e afins: as cestas são a base para a montagem do kit todo. Cestas de vime são ideais para esse negócio, entretanto, comprá-las no mercado ou em lojas de R$ 1,99 poderá sair bem mais caro do que o planejado. Nesse sentido, é importante que você pesquise por fornecedores desse material e afins.

Fornecedores de perecíveis: é importante reduzir o manuseio e o transporte desse tipo de alimento. Por isso, nossa dica é optar por fornecedores regionais, que possam realizar as entregas de forma que os alimentos cheguem da maneira mais fresca possível. 

Fornecedores de não perecíveis: por se tratar de alimentos com uma maior durabilidade, aqui é válido investir em quantidade e reduzir os preços. 

Fornecedores de objetos e outros itens: é válido pensar quais itens não comestíveis terão na sua cesta. Imagine que toda cesta possui uma xícara, por exemplo. Nesses casos, defina os produtos e depois busque os fornecedores.

Produtos de qualidade

 

Qualidade é algo essencial para o sucesso das vendas. Quem já trabalha com vendas no setor de alimentos sabe bem que o público preza por excelência e sabor. 

Quando for definir os produtos da cesta, lembre-se de prezar por marcas e produtos de primeira linha, afinal de contas, isso poderá ser um diferencial competitivo para o seu negócio.

Claro que isso não significa oferecer somente os produtos mais caros do mercado – pelo contrário: é importante encontrar um equilíbrio entre qualidade e preço justo.

Lembre que você irá trabalhar com a venda de presentes e, quando presenteamos alguém, queremos apenas o melhor.

 

Custo e precificação das cestas para o Dia das Mães

 

Assim como qualquer produto, antes de iniciar a operação de vendas, é preciso definir questões como o custo

Antes de mais nada, anote quais serão os produtos que você deseja incluir na cesta. Será uma cesta de café da manhã? Ou, quem sabe, uma cesta de happy hour, com petiscos e bebidas para animar ainda mais a data?

Independentemente do contexto, é importante que você defina esses produtos para ter uma noção do custo inicial e saber precificar suas cestas. 

É interessante sempre oferecer mais de uma opção ao cliente, variando entre preço e produtos da cesta.

Depois que você tiver escolhido o tipo de cesta e os produtos, é chegada a hora de definir o custo. Além de toda a somatória dos produtos, lembre-se de mensurar os materiais e os custos adicionais, como os de decoração, mão de obra e até mesmo da própria cesta.

A boa e velha análise de concorrência também pode auxiliar na precificação. Verifique os produtos, as apresentações, as promoções e a variedade dos seus concorrentes e leve isso em consideração na hora de definir como será sua cesta.

A partir dessa análise, você saberá o que oferecer como diferencial competitivo para vender cestas no Dia das Mães.

Hoje, estima-se que um valor inicial de R$ 300,00 é suficiente para criar algumas cestas e fazer uma renda a mais nessa época. E aí, pronto para colocar em prática? 

Fique de olho em nossas redes sociais e receba diariamente dicas para tirar suas ideias do papel.

Confira também o primeiro material desta série, com dicas de divulgação, tendências, entregas e muito mais! O que considerar para as vendas de Dia das Mães em 2021 

 

Vitrine do Fornecedor

Coca-cola
DelValle