Atualidades

Os melhores aplicativos de delivery para o seu negócio

Postado em: 19 de Julho de 2021 às 08:00 Por Redação

Você já deve conhecer alguns aplicativos de delivery populares em todo o Brasil, certo? Eles estão espalhados nos smartphones de quase todo brasileiro que ama comer, seja com opções de lanches, pizzas, doces, cafés comemorativos ou até mesmo refeições mais tradicionais, como marmitas e saladas. 

Para o empreendedor do ramo de alimentação, os aplicativos de delivery são grandes aliados na hora de entregar o produto, ainda mais no último ano, com a pandemia da Covid-19, que obrigou muitos clientes a ficar em casa e os empresários de comércio físico a atender apenas por encomenda. 

De acordo com uma pesquisa da Mobills (startup de controle financeiro pessoal), em 2020, no Brasil, os gastos com delivery aumentaram 149%. Isso revela a necessidade do brasileiro de consumir no conforto do seu lar, mas sem precisar cozinhar, o que representa um ganho na questão de tempo. 

Uma questão importante para ter em mente é que, quando se opta por um aplicativo de delivery para venda na internet, você dividirá o lucro com a empresa do app, por meio das taxas de comissão. 

Taxas de comissão

Vamos falar dos quatro maiores aplicativos de delivery ativos no Brasil: IFood, Uber Eats, Rappi e 99 Food. Cada um deles tem um sistema diferente e cabe ao empreendedor avaliar o momento financeiro de sua empresa e verificar se é vantajoso estar nessas plataformas ou não.

IFood – há um plano básico no qual sua própria empresa gerencia os entregadores e o plano de entregas – e o Ifood disponibiliza os entregadores. No básico, é cobrada uma comissão de 12% sobre o valor dos pedidos e outra taxa de 3,5% do valor do pedido caso a forma de pagamento seja feita pelo próprio app. Há uma mensalidade de R$ 100, mas somente se a sua empresa lucrar mais de R$ 1.800 com os pedidos. 

No ‘plano entrega’, é cobrado uma comissão de 23% sobre os pedidos. Além disso, há uma taxa de 3,5% sobre o valor do pedido caso o pagamento seja feito pelo próprio app. Ainda, há uma mensalidade de R$ 130, mas somente se a sua empresa lucrar mais de R$ 1.800 com os pedidos. 

Uber Eats – esse aplicativo não cobra mensalidade. Há um valor de R$ 350 cobrado inicialmente como adesão, que garante um tablet para o gerenciamento dos pedidos e uma sessão de fotos para o cardápio online. A taxa cobrada sobre as entregas funciona da seguinte maneira: se os entregadores forem do Uber Eats, a taxa é de 30%; caso sejam da empresa, é de 15% sobre o valor do pedido.

Rappi – a empresa, além de entrega de alimentação, também oferece entrega de outros serviços, como farmácia, atacado e varejo. Não há mensalidade nesse aplicativo, mas o empreendedor deve pagar R$ 40 logo na adesão ao app, que é descontado no primeiro pedido. Caso esse pedido não cubra o valor, ele é descontado nos próximos pedidos até que seja pago.

Há uma taxa de 3,5% sobre o valor do pedido quando ele é pago por cartão de crédito ou vale-refeição.  

99 Food - a empresa trabalha da seguinte maneira: não há taxa de adesão nem mensalidades. É cobrado 10% de taxa sobre o valor do pedido caso a entrega seja feita por um entregador próprio do seu negócio ou 27% do valor do pedido caso você não tenha entregadores e seja requisitado um da própria 99.

Qual app devo escolher para o meu negócio?

Em primeiro lugar, você deve pesquisar quais dos aplicativos estão ativos em sua cidade: é bem comum que, em cidades mais interioranas, apenas um dos apps citados acima funcionem. Caso você esteja em uma capital ou cidade grande, poderá contar com mais opções. 

Além disso, é importante pensar no tamanho da sua empresa. Se você tiver um negócio em casa e não possuir condições de ter entregadores próprios, analise o fator das taxas para avaliar qual é a mais vantajosa.

Se o seu negócio estiver no início do funcionamento, por exemplo, o IFood, por conta da popularidade, ajudará a popularizar o empreendimento. De acordo com o próprio app, são mais de 48 milhões de pedidos entregues mensalmente, 236 mil restaurantes parceiros e 160 mil entregadores ativos.

Agora, se o seu negócio for um minimercado, o Rappi tem mais familiaridade com esse tipo de entrega, apesar do Uber Eats e do IFood estarem oferecendo cada vez mais estabelecimentos e em áreas diferentes. 

Uma dica é olhar os comentários e as avaliações de cada aplicativo no Google Play (Android) ou na Apple Store (iOS) e discernir qual é o melhor para você.  

Para mais dicas de empreendedorismo, acesse nossas redes sociais e ouça o podcast Negócio em Dia, disponíveis AQUI.

Vitrine do Fornecedor

Coca-cola
DelValle